quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Aos formandos

Aturaste, por quatro ou cinco anos, o degredo da vida estudantil numa universidade brasileira; foste imolado, em incontáveis salas de aula, pela vergasta de pseudo-doutores durante horas seguidas; ouviste a fio o conteúdo frívolo das disciplinas que carcomem à paciência mesmo dos menos sensatos; fizeste esforço demasiado para manter-se estável durante sua estadia no curso que escolheste; foste, nalgum momento, injustiçado por seus colegas; mereceste, sem dúvida, média mais alta do que lhe dera seus professores; compareceste aos mais maçantes eventos em auditórios permeados de gente séria; falaste sobre temas de importância profunda para quem nem o entendia; a julgar pelos maus exemplos acumulados nos setores onde alocam os que têm nível superior, também será mais um péssimo profissional, quando não, outro desempregado... E agora congratula-se por julgar que obtivera êxito? Enche o peito para dizer que dera mais um passo importante na vida? Quanta petulância e esnobismo...

Um comentário:

  1. adorei esse.. adorei mesmo! meu fragmento preferido esse joão!

    ResponderExcluir